Atualmente, é cada vez mais evidente o papel estratégico da área de Compras nas empresas. O setor é responsável por reduzir custos, realizar negociações inteligentes e otimizar os resultados corporativos. É aí que entra a importância da gestão de risco e compliance, crucial para um departamento seguro e eficaz.

Segundo a Pesquisa Global sobre Crimes Econômicos, 27% das empresas brasileiras sofreram algum tipo de crime econômico. Além disso, 44% das vítimas desses crimes sofreram fraudes no processo de compras, sendo este o segundo tipo de crime econômico mais comum no mundo todo.

Pensando nisso, vamos falar, neste artigo, sobre a gestão de compliance no contexto do setor de Compras e como mitigar riscos. Veja, a seguir!

Qual a importância do compliance no setor de Compras e Suprimentos?

O setor de Compras lida constantemente com diversas relações comerciais, as quais envolvem contratações, negociações e uma série de leis e normas que devem ser cumpridas. E tudo isso está ligado a uma parte crítica da empresa: a financeira.

Nesse contexto, evitar fraudes e corrupções é fundamental para garantir relações transparentes, éticas e idôneas com fornecedores. E, para estar em conformidade com a legislação e as políticas internas, é necessário atentar-se à gestão de risco e compliance.

Ao implementar um programa de compliance na cadeia de suprimentos, você tem mais controle sobre todas as etapas. Por meio de procedimentos bem definidos, é possível assegurar o cumprimento do código de ética e conduta por parte dos envolvidos, além de identificar irregularidades e até mesmo atos ilícitos.

Nesse sentido, ao criar uma série de regras e métodos, é importante que o departamento estabeleça uma boa gestão de risco e compliance. Assim, pode-se proteger os ativos da empresa, trazendo diversas melhorias para o setor, como:

  • Definição de critérios para o processo de seleção de fornecedores adequados;
  • Monitoramento de contratos para garantir o cumprimento das cláusulas;
  • Parcerias mais fortes e transparentes com os seus fornecedores;
  • Negociações pautadas na ética e na lei;
  • Identificação de riscos e incertezas, a fim de evitar impactos negativos;
  • Prevenção de perdas e prejuízos – tanto jurídicos quanto financeiros;
  • Ações de prevenção, detecção e correção de falhas, fraudes e demais irregularidades.

Como ter uma boa gestão de risco e compliance?

Diante da importância da gestão de risco e compliance no setor de Compras e Suprimentos, mostramos, abaixo, algumas boas práticas para você implantar na sua empresa. Confira!

Estabeleça ações para evitar fraudes

Um programa de compliance é importante para que os envolvidos em uma parceria comercial atendam às normas legais e evitem fraudes. Além disso, a gestão de risco deve monitorar as transações e negociações, a fim de que todos os termos contratuais sejam devidamente cumpridos. Para isso, acompanhar a execução dos contratos é essencial.

Unindo o compliance à gestão de risco, é possível, portanto, adequar as relações à legislação, mas também evitar (ou investigar, se necessário) irregularidades que possam surgir ao longo do processo.

Invista na automatização da área de Compras

Softwares e plataformas de gestão são grandes aliados na redução de riscos e falhas. Um dos motivos é que, com a automação, grande parte dos trabalhos manuais e repetitivos são feitos pelos programas. Além de diminuir erros humanos, isso evita adulterações de dados.

Outro motivo é que o monitoramento e controle dos processos torna-se muito mais eficiente. Administrar sozinho os contratos e as etapas da compra, sejam elas internas ou terceirizadas, pode ser um grande desafio para o gestor da área. E, com a tecnologia, esses aspectos ganham certas facilidades.

Realize auditorias internas

Outra boa forma de implementar a gestão de risco e compliance é realizando auditorias internas nos processos de compras. Que são importantes para identificar gargalos, inconsistências e erros nos procedimentos e, assim, evitar prejuízos. A prática também ajuda a corrigir problemas mais rapidamente e fazer com que não voltem a acontecer.

Cumpra a legislação

Estar em conformidade com a legislação é um dos elementos mais básicos de uma gestão de risco e compliance. No setor de Compras, esse cuidado é ainda mais importante, pois não é raro que as leis brasileiras sofram alterações.

Por isso, é preciso acompanhar aspectos jurídicos para estar sempre atento a mudanças no campo financeiro, contábil e tributário. Assim, é possível adaptar os processos da sua empresa, evitando o risco de penalidades, multas ou outros prejuízos.

Faça a homologação de fornecedores

O controle dos fornecedores é outro ponto crucial na gestão de risco e compliance. Para isso, é preciso estabelecer um sistema rigoroso de seleção e contratação de fornecedores.

Você pode definir normas e políticas internas para as contratações, alinhar os processos e objetivos com os parceiros selecionados e definir um código de conduta para o relacionamento com fornecedores.

Ter métodos e critérios de homologação para esses profissionais também é fundamental. Assim, é possível não apenas garantir que as relações estejam em conformidade com as exigências legais, mas também assegurar parcerias que atendam aos requisitos técnicos, financeiros e de qualidade da empresa.

Como você viu, a gestão de risco e compliance é essencial para um setor de Compras e Suprimentos mais estratégico. Para se aprofundar no assunto, leia sobre compliance na gestão de contratos e contratações!

Leave a Comment

logo incontract

Software de gestão de contratos e documentos, desenvolvido para facilitar o dia a dia nas empresas.

Conteúdos Gratuitos

Siga-nos

Email: contato@incontract.com.br
Nossos telefones:

SC +55 (47) 3036-7700
SP +55 (11) 4118-2300