indicadores de produtividade

Seja qual for o modelo de negócio, é necessário investir tempo e recursos para acompanhar os inúmeros aspectos que impactam a saúde da organização. Um exemplo de como fazer esse processo na prática é através dos indicadores de produtividade.

Para ajudar a entender como esse cenário pode ser importante dentro de um departamento jurídico e quais métricas você deve acompanhar, continue lendo este artigo!

Benefícios de acompanhar os indicadores de produtividade

Mais do que controlar o que acontece dentro da sua empresa, acompanhar os indicadores de produtividade é uma maneira de monitorar os processos com o objetivo de otimizá-los, para que o time esteja apto a realizar atividades mais estratégicas.

Isso quer dizer que é possível obter informações mais concretas e mensuráveis sobre cada etapa dos processos, aumentando assim a eficiência e eficácia, elevando a qualidade dos resultados e tornando as decisões mais assertivas.

Com isso, são estabelecidos padrões mais elevados, que vão de acordo com as expectativas dos clientes, garantindo uma melhoria contínua nos resultados do departamento jurídico.

Quais indicadores de produtividade acompanhar?

Os indicadores de produtividade são alcançados a partir de parâmetros de comparação entre o que a empresa gerou com suas soluções e o que foi investido em recursos para viabilizar a operação.

Contudo, para estabelecer esses fatores, é preciso mapear com profundidade todas as atividades dentro da organização, definindo a quantidade de esforços que cada uma representa para o negócio. Confira alguns indicadores para acompanhar:

Excelência operacional

Este é um dos tipos de indicadores de produtividade que mede a eficiência dos processos, ou seja, se a qualidade deles atinge as necessidades dos clientes, se há pontos a serem melhorados e outros detalhes que dependem da estrutura do negócio em questão.

Dessa forma, é possível identificar gargalos, encontrar possibilidades de melhoria e  aumentar a produtividade das equipes

Capacidade

Já este tipo de indicador revela a relação entre a capacidade de produção e o tempo consumido durante esse processo.

Com esse resultado em mãos, é possível calcular alguns dados como a média diária do que é produzido, a quantidade perdida de produção em dias de jornada reduzida ou mensurar quanto seria necessário de recursos para dobrar a capacidade do setor.

Inovação

Indicador de produtividade responsável por avaliar a capacidade da organização em proporcionar novas soluções para os processos, estabelecendo parâmetros inovadores.

Nesse cenário, são comuns investimentos em tecnologia, qualificação da mão de obra e otimização dos processos, trazendo mais vantagens competitivas.

Sustentabilidade

Nos dias atuais, questões como a sustentabilidade são essenciais, seja no contexto de economia de recursos, até na reputação da empresa. 

Tendo noção disso, é possível implementar ações como a diminuição de resíduos lançados na natureza ou mesmo a redução por completo de papéis à medida que os documentos passam a ser digitalizados.

Rotatividade

Essas métricas são utilizadas para avaliar o grau de turnover, ou seja, de rotatividade dos colaboradores, que pode ser calculado somando o número de demissões e admissões, dividindo o valor por dois e, por fim, dividindo o resultado pelo total de colaboradores atuais.

Assim, é possível acompanhar se há questões que contribuem para esse cenário, como a falta de incentivos, baixa remuneração ou uma gestão pouco eficiente. Todos esses aspectos podem impactar negativamente a retenção de talentos e produtividade.

Qualidade

Já os indicadores sobre a qualidade dizem respeito aos treinamentos e estratégias de capacitação, processo que reflete diretamente em produtos e serviços de melhor padrão.

Isso porque equipes mais qualificadas produzem melhor, executando as tarefas em menos tempo, utilizando menos recursos, aumentando as entregas e, consequentemente, gerando mais satisfação ao cliente final.

Produção em grupo e individual

Por fim, as métricas de produção individual e em grupo ajudam a entender, por exemplo, como chegar ao ritmo ideal de produção, analisando o perfil dos colaboradores e o quanto cada um produz em determinado tempo.

Além disso, também é possível identificar gargalos ao monitorar mais de perto a produção, garantindo um controle maior sobre o que é feito e identificando o que precisa de mais investimento.

Como a tecnologia ajuda a acompanhar indicadores? 

No departamento jurídico existem inúmeros processos, sendo necessário mensurar os resultados do trabalho para melhorar continuamente o que for preciso.

Nesse sentido, a tecnologia pode ajudar a estabelecer as suas prioridades, rastrear a origem dos seus resultados, identificar inconsistências e entender melhor o que realmente gera valor ao negócio.

A tecnologia ajuda também em todo o mapeamento dos processos, entendendo o tempo e esforços envolvidos em cada etapa e, assim, baseando as decisões estratégicas em dados.

Quer saber como facilitar os processos de gestão de contratos? Clique aqui e saiba como o BPMN pode ajudar.

logo incontract

Software de gestão de contratos e documentos, desenvolvido para facilitar o dia a dia nas empresas.

Conteúdos Gratuitos

Siga-nos

Email: contato@incontract.com.br
Nossos telefones:

SC +55 (47) 3036-7700
SP +55 (11) 4118-2300